quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Um Velho Deitado

Melhor um bom ditado gratuito do que duas caras sessões de terapia.

Os ditados populares são tão populares que por serem exaustivamente ditos, desditos, benditos e malditos, a sua origem e significado acabam ganhando algumas mutações.

No caso do original “melhor um pássaro na mão do que dois voando” o seu significado é o de que é mais válido ser prudente e ter uma garantia do que ambicionar e colocar tudo a perder.

Uma possível explicação para o seu surgimento sejam as caçadas. Ao ter um pássaro garantido é mais válido ficar apenas com ele do que arriscar ter um segundo e ficar de mãos abanando.

Sobre o seu criador e seu local de origem não há confirmação, mas há a certeza de que o ditado é usado nos mais diversos contextos e hoje voa longe do seu ninho.

Em período eleitoral, por exemplo, poderíamos dizer que “é melhor uma Dilma na mão do que a família Neves voando”.

A atualização da velha expressão depende da avoada imaginação dos seus autores, podendo chegar até a ditados não tão populares, como aquele que um amigo usa: “é melhor dois pau na minha mão do que um no meu cu”.

Neste caso, leitor, a interpretação fica na sua mão.
Postar um comentário