sexta-feira, 27 de julho de 2012

O meu mundo

Vou dominar o mundo. Não no estilo Michel Teló ou no “the world is yours”. Mas vou dominar o meu mundo.

Vou fazer tudo o que quero para melhorar o meu mundo. O meu mundo vai ser o que eu quero e não mais o que o mundo quer que eu seja.

Amanhã pela manhã vou derrubar cada coisa e cada pessoa que acha que manda no meu mundo.

Não sei como, por que ou quando (quando nasci?) perdi o domínio, mas esse reino será meu.

Vou voltar para a minha profissão. Vou mandar meu currículo para todas as agências, jornais, assessorias, empresas e tudo nessa cidade que emprega, empregou ou vai empregar um jornalista. E algum deles vai me contratar. Tenho certeza. Se nenhum deles me quiser é por que estou definitivamente na profissão ou na cidade errada.

E tem mais. Vou escrever todo dia. Em menos de um mês o velho caderno vai ficar sem nenhum espaço. Nem pra anotação.

Vou publicar toda semana no meu blog. Se mantiver a periodicidade e a qualidade (?) alguém vai se interessar por isso e vai querer me publicar.

E quando esse alguém vier, já vou ter um livro pronto.

Com outros textos vou me inscrever em todo e qualquer concurso literário. Assim como no emprego, algum eu vou ganhar.

Também vou enviar textos para revistas, jornais, blogs e o que mais aceitar publicá-los.

Sim. Vai dar certo. Vou viver do que quero. Do que gosto. É só isso que eu quero. É simples, mas é preciso uma revolução. E ela vai começar. Já estou armado. Só preciso atacar.

Mas bem. Deixa eu ir dormir que amanhã cedo tenho que ir trabalhar.
Postar um comentário